ALIMENTAÇÃO AYURVÉDICA – PARTE II

Artigos

 

O programa de tratamento da Medicina Ayurvédica (como vínhamos explicando no artigo anterior) inclui:

DIETA (AHARA):

As relações entre alimentação e saúde, alimentação e doença são muito enfatizadas pela Ayurveda.

Os alimentos também possuem proporções das energias de Vata, Pitta e Kapha. O princípio da alimentação é propiciar aqueles alimentos que reduzam o dosha em excesso e incrementem o dosha em deficiência. Uma boa dieta vê a combinação correta dos alimentos que suprem os elementos vitais para o bem estar; os gêneros alimentícios são combinados em adequadas proporções para cumprir adequadamente as funções da estrutura corporal, promover a vitalidade geral e a nutrição da mente. A boa nutrição depende da capacidade de digestão e utilização apropriada dos alimentos. A presença ou ausência de doenças, a qualidade do sono e o estado mental do indivíduo afetam esta capacidade.

ERVAS MEDICINAIS:

O tratamento medicamentoso da Ayurveda é totalmente baseado na aplicação de ervas medicinais, não só indicadas do ponto de vista químico, similar à nossa fitoterapia ocidental, mas principalmente do ponto de vista energético. Muitas ervas têm sido estudadas por séculos, analisando os efeitos de incrementar, reduzir ou regular os doshas e os processos metabólicos, à luz dos conceitos de sabor (rasa), potência (virya) e efeito pós-digestivo (vipak). Muitos métodos de preparação e de aplicação das ervas na Ayurveda são muito específicos dessa ciência, como os bhashmas (preparado com cinzas de metais e ervas) e a decoração de cristais e metais juntamente com as ervas para incrementar seu efeito terapêutico. Nesse sentido, a astrologia védica (Jyotish) vem como ciência complementar, auxiliando os tratamentos ayurvédicos. As massagens, abhyanga, com óleos e ervas, os enemas (basti), as aplicações nasais (nasya) e outros, são métodos que servem também para administrar as ervas terapêuticas, além da via oral.

TÉCNICAS DE DESINTOXICAÇÃO DO ORGANISMO (PANCHAKARMA):

Ao longo do tempo nosso organismo vai acumulando toxinas adquiridas por meio daquilo que nós comemos, respiramos e pensamos. Nossos alimentos estão cheios de agrotóxicos e metais pesados, o ar poluído e os pensamentos e emoções cheios de ansiedade, medo, raiva, angústia e tantas outras emoções negativas. Por outro lado, nossa máquina metabólica, que transforma alimentos em energia e nutrientes se “desregula” quando os doshas estão em desequilíbrio. Tal como acontece com o motor de um carro que, quando se desregula, consome muita gasolina, produz pouca força mecânica e muita fumaça pelo cano de escapamento, assim, também, nossa máquina metabólica quando desregulada faz uma má transformação dos alimentos em nutrientes e energia. A pessoa, mesmo se alimentando, se sente desnutrida e cansada e os restos de alimentos não ou mal digeridos vão para os intestinos onde passam por um processo de fermentação e putrefação devido à presença de bactérias e a alta temperatura. Não existem “conservantes” no intestino para impedir esse processo.

Da fermentação e putrefação são formadas substancias químicas altamente tóxicas como o indol, escatol e outras. Essas substancias, as tóxinas exógenas, que vem com os alimentos e as endógenas, produzidas por esse processo descrito, são absorvidas nos intestinos e circulam pelo organismo provocando alterações no sistema endócrino, metabólico, imunológico e na capacidade de auto-regulação do organismo. Na visão da Ayurveda esse acúmulo de toxinas (Ama) associado ao desequilíbrio dos doshas é a causa primária de todas as doenças ou seu fator agravante e nenhum processo de tratamento alopático, homeopático, ayurvédico, acupuntura, etc. terão seu efeito benéfico máximo com o organismo cheio de toxinas.

Portanto, Panchakarma desempenha um papel fundamental em grande parte dos tratamentos ayurvédicos que, geralmente, se iniciam com dieta, ervas medicinais e panchakarma. Essa palavra significa os cinco processos: Eles são:

  1. Vamana: a desintoxicação do estômago.
  2. Virechana: desintoxicação do fígado e intestino delgado.
  3. Basti: desintoxicação do intestino grosso.
  4. Nasya: desintoxicação de cabeça e face.
  5. Raktamokshana: desintoxicação do sangue.

O Panchakarma é precedido do processo conhecido como Purva karma que visa mobilizar as toxinas e direciona-las antes que elas possam ser eliminadas pelo Panchakarma. Purva karma inclui o processo de “oleação interna (snehana) e externa

( abhyanga, shirodhara, etc) e o processo de vapor aquecido medicado (swedana)”.

Por serem técnicas de mobilização profunda das toxinas devem ser executadas sob a supervisão de médicos ayurvédicos ou diretamente por eles. Nossa experiência pessoal, tendo sob a supervisão de pessoas no Brasil e acompanhado vários tratamentos na índia, tem sido de grande entusiasmo devido à eficácia desses processos e ao sentimento de bem estar profundo que se segue ao tratamento de panchakarma.

YOGA E MEDITAÇÃO:

O Yoga, a grande ciência da auto-realização, tem sido utilizado dentro da Ayurveda como método terapêutico físico, energético, psicológico e espiritual. Tem a mesma origem védica e, para nós tem sido extraordinariamente gratificante associar Yogaterapia como um dos elementos da Ayurveda e ensinar aos nossos alunos dos Cursos de Formação e do Avançado de Professores de Yoga como ver seus alunos e adaptar sua aula de Yoga à luz dos conceitos ayurvédicos. A Internacional Association Yogaterapy, instituição com representantes em todas as partes do mundo, reunindo pesquisadores no uso terapêutico do Yoga, considerando o importante papel da Ayurveda associado ao Yoga, se transformou na Internacional International Association Yogaterapy and Ayurveda, em assembéia realizada no Rio de Janeiro, em outubro/2002, ode fui eleito Presidente e a central, em nosso centro de tratamentos e de estudos da Ayurveda e do yoga, no Suddha Sabha, em Uberlândia. A secretaria geral está em Buenos Aires, Argentina e a direção científica em Gujarat, na Índia, com o Dr. Gopalji.

Asanas específicos, pranayamas, bandhas, kriyas, mudras, relaxamento consciente e mantras auxiliam a incrementar as tendências harmônicas da tipologia original de cada pessoa. A meditação constitui, isoladamente, o principal elemento do tratamento ayurvédico, por dois importantes motivos:

  1. Levar o cérebro a um estado de harmonização da atividade elétrica dos diversos lobos e dos dois hemisférios o que se detecta por EEG como a mesma atividade cerebral e a produção de ondas lentas, o que promove um relaxamento profundo e a secreção de diversas endorfinas altamente curativas, ou seja, o sistema nervoso central se transforma numa indústria farmacêutica altamente eficiente.
  2. Promover um maior conhecimento daquilo que nós realmente somos em essência, pelo aprofundamento dos estados de consciência obtido durante a meditação. A falta desse conhecimento é o que nos leva à dor (avidya gerando dukha).

ROTINA DIÁRIA (DINACHARYA):

A adaptação de nossa rotina diária à influência dos ciclos de Vata, Pitta e Kapha durante as 24 horas do dia, acrescentando os métodos preventivos da Ayurveda ao nosso dia a dia é extremamente importante para a prevenção de doenças, mantendo nosso corpo livre de toxinas, quando associado a alimentação apropriada. Levantar bem cedo, fazer a higiene ayurvédica, asanas, meditação, procurar almoçar com o sol a pino, sendo essa a nossa principal refeição do dia, fazer automassagem antes do banho da tarde, jantar mais leve, dormir até as 22:30 horas, sempre precedido de um relaxamento, são alguns dos procedimentos da rotina diária.

OUTROS MÉTODOS:

A Ayurveda ainda utiliza outros métodos de tratamento associados como a cromoterapia, as pedras preciosas e semipreciosas, as práticas espirituais como os Yagnas e os Pujas, que trazem benéficas influências espirituais e afastam influências negativas. Alguns textos antigos consideram essas influências grandes fatores causadores de doenças. É realizada a análise da residência e do local de trabalho como fatores que participam do processo da doença e o Vastushastra nos dá o conhecimento védico da arquitetura e da disposição desses locais para obter saúde e prosperidade.

No próximo artigo trataremos dos conceitos ayurvédicos da alimentação saudável.

[wpdm_file id=158]